Entrar
x

Se você já possui registro no site do PMIDF, faça seu login para recuperar seus dados:

ou
Cadastrar
x
ou

Boas coisas acontecem quando você se envolve com o PMI.

Uma comunidade global com muitas maneiras para você desenvolver sua carreira.

Nós ajudamos profissionais e organizações com padrões que descrevem boas práticas, credenciais globalmente reconhecidas que certificam a expertise em gerenciamento de projetos e recursos para desenvolvimento profissional.

Destaques do primeiro dia do 17º EGP

Destaques do primeiro dia do 17º EGP

Além de palestras, participantes receberam coachings individuais

More...
Os desafios para inovar em Gestão de Projetos

Os desafios para inovar em Gestão de Projetos

Em breve entrevista ao UniversiDia, palestrante enaltece evento e destaca a importância da inovação no campo de gerenciamento de projetos

More...
Presidente do PMI DF revela sua expectativa para a 17ª edição do EGP

Presidente do PMI DF revela sua expectativa para a 17ª edição do EGP

Rogério Silva afirma que o encontro será uma grande oportunidade para promover o intercâmbio profissional de diversas áreas contemplando as mais atuais técnicas de aprendizagem e metodologias disponíveis no mercado.

More...
4º CAFÉ COM PROJETOS

4º CAFÉ COM PROJETOS

Com um público de mais de trezentas pessoas reunidas no auditório da ENAP, na última sexta-feira (10), o 4º Café com Projetos proporcionou aos participantes momentos importantes de aprendizagem e aperfeiçoamento.

More...
UNIVERSIDIA 2017

UNIVERSIDIA 2017

O PMI-DF realizará no próximo dia 24 novembro o UniversiDia 2017, este ano o evento terá como tema "Inovação e Projetos: Construindo uma carreira de sucesso!".

More...

No último dia 24,  o PMIDF em parceria com a Caixa, Banco do Brasil e a empresa PlanoPro2  realizou o 3º Café com Projetos na CAIXA Cultural. A palestra iniciou às 09h00, com o  tema “Projetos de Transformação Digital”, foi proferida pelo Líder de Produto Digital do Banco do Brasil, Joaquim Venancio.

No intuito de compartilhar experiências sobre a utilização de recursos tecnológicos no ambiente institucional, o palestrante  comentou sobre os modelos de negócios das empresas: Netflix, UBER, Apple, Amazon e Airbnb. Em seguida, Joaquim Venancio explicou que o Banco do Brasil está passando por uma transformação digital e por isso foi preciso reformular toda a empresa. Ele entende que não basta ter um bom APP, o primeiro passo importante é identificar as dores dos clientes, depois criar produtos simples, com entregas rápidas e que os deixem felizes. “Tudo começa pelo Desing Thinking, depois focamos em soluções simples para o cliente gostar, usamos a técnica MVP  para fazer o produto, logo a entrega é mais rápida”, disse Joaquim.

Ele destacou durante a palestra  algumas inovações feitas pelo banco e disse que buscou inspiração em startups. O Banco do Brasil foi o primeiro banco brasileiro a abrir um laboratório de experiências digitais no Vale do Silício-EUA. Lá tem um laboratório de inovação destinado aos seus funcionários.  O LABB fica dentro da Plug And Play, uma das aceleradoras mais conhecidas do mundo. Funcionários do BB, de áreas diversas,  inscrevem seus  projetos que  passam por uma avaliação, depois os ganhadores viajam para o Vale e ficam até três meses no LABB desenvolvendo esses projetos como se fossem uma startup. Ao retornar ao Brasil, o produto passa por uma espécie de aceleração, fazendo ajustes na operação, parte técnica e ao final, os representantes precisam apresentar para uma banca avaliadora formada por diretores e vice-presidentes do Banco para ver se o projeto terá continuidade ou não.

Chegando ao fim de sua exposição, Joaquim disse  que  “Estão tentando transformar o Banco do Brasil em uma empresa digital de verdade “, finalizou.

Na sequência, o facilitador Victor Rascop da empresa PlanoPro2 convidou três responsáveis por PMOs da Caixa e dos Correios para participarem do “Jogo de Cenários”. O objetivo do jogo é demonstrar as melhores  atitudes na implantação e operação de um Escritório de Projetos, instrumento que proporciona uma vivência prática aos participantes, ensinando como implantar e operar seu escritório de projetos e como lidar com diversas situações. Os participantes responderam as perguntas a partir de experiências práticas vivenciadas nos projetos em suas organizações. 

O Diretor Daniel Oliveira, que representou a diretoria do PMIDF, destacou a satisfação em realizar o “3º Café com Projetos” no Teatro da Caixa Cultural, local de extrema importância para a vida cultural da cidade. Ele também aproveitou a oportunidade para falar sobre a importância das parcerias da Caixa, do Banco do Brasil e da empresa PlanoPro2 Consultoria para realização do 3o Café, bem como para ressaltar sobre a missão e os valores do PMI que são  disseminar os fundamentos e as melhores práticas de gestão de projetos. Por fim agradeceu os envolvidos na organização do evento que acreditam nessa missão.

20171024 091816

 

  

 

O PMI DF representado pelo seu diretor de Eventos Daniel Oliveira reuniu Caixa Econômica,

Banco do Brasil e a empresa PlanoPro2  no 3º Café com Projetos.

 

  

 

 

20171024 085735

 

  

O auditório da Caixa Cultural lotado para a palestra do Joaquim Venancio sobre

Transformação Digital no 3º Café com Projetos promovido pelo PMI DF.

 

 

 

 

 

20171024 104642

  

 

Victor Rascop da PlanoPro2 facilitando o “Jogo de Cenários” com os representantes dos

PMOs da Caixa e dos Correios.

 

 



16º EGP debateu os avanços no Gerenciamento de Projetos

Nos últimos dias 20 e 21 de outubro, Brasília recebeu vários grandes gerentes de projetos para discutir os problemas e os avanços da área. No primeiro dia do Encontro de Gerenciamento de Projetos promovido pelo PMI-DF, o destaque foi Karen Smits com a palestra O Desafio da Cultura no Gerenciamento de Projetos, que abordou os ambientes de intensas relações interculturais nas empresas.

Smits é uma especialista internacional em Antropologia Organizacional. Seu Ph.D. sobre Práticas de Colaboração no Programa de Expansão do Canal do Panamá recebeu muita atenção no mundo do gerenciamento de projetos. Seu trabalho mostra o lado das pessoas no gerenciamento de projetos e revela como os participantes devem lidar com a complexidade cultural no trabalho. Ela enfatiza como os aspectos culturais envolvem mais do que língua, vestimenta ou hábitos, pois trata das emoções e de como elas são expressas. “É mais do que nacionalidade e possui várias camadas como cultura organizacional, profissional, de um time etc. sendo que em nossas vidas usamos vários chapéus de diferentes camadas culturais”, explica.

Segundo ela, existe consenso de que cultura é um conjunto de pressuposições compartilhada, adaptativa ou tem sido até então passada de geração para geração pelo aprendizado e não por herança genética. Durante sua palestra os convidados participaram da palestra de forma interativa, por meio de um site onde Karen recebia no telão a participação do público.

Repercussão_EGP.jpg

Comunicação e ética

A apresentação do jogo “Quem Quer Ser Milionário” em inglês, Smiley – Onaire? também chamou a atenção do público do evento. Apresentado pelo doutor Peter Pfeiffer o jogo tem como objetivo levar os participantes à reflexão sobre as próprias ações éticas. Ele também ministrou palestra sobre o assunto durante o evento e destacou números alarmantes, cerca de 88% dos empregados em empresas com uma cultura ética fraca observam condutas antiéticas em suas organizações. Ele ainda disse que a maioria das condutas antiéticas são cometidas por gestores e por gerentes gerando problemas como custos elevados, perda de confiança e reputação e o desempenho limitado da equipe. Para ele ética envolve aprender o que é certo e o que é errado e depois fazer o que é certo.

Por conta disso, o PMI oferece guias como o Código de Ética e de Conduta Profissional aos profissionais, assim como um caminho para relatar e resolver questões que envolvam um comportamento não-ético através de um Comitê de Ética.

Marcus Gregório falou em sua palestra sobre como a boa comunicação pode impulsionar os resultados dos projetos. Mas não comunicação de e-mails ou reuniões. O palestrante destacou como os gerentes hoje têm dificuldades em se comunicar com sua equipe na forma mais primária, como por meio de uma conversa ou passando um demanda. “Muitos estudos sobre gerenciamento de projetos destacam a comunicação efetiva como um dos fatores determinantes para o sucesso ou fracasso de um projeto.  Uma comunicação eficiente depende do contexto específico da sua empresa, mas, basicamente, você deve avaliar se você e seus colegas estão se comunicando com a frequência necessária, se estão, de fato, se comunicando de maneira clara e transparente, e se estão utilizando os melhores recursos disponíveis para garantir a boa comunicação.”, diz.

Artes marciais e crise

Em cenário de forte crise econômica, empresas necessitam trabalhar com maior eficácia, re-avaliar prioridades, inovar e evitar o re-trabalho. Isto significa dizer que o momento pede de cada gestor uma abordagem estruturada dos projetos e flexibilidade capaz de ajustá-los às flutuações do mercado. Exige ainda uma metodologia que garanta resultados mesmo em tempos de forte turbulência. Pensando nisso a palestra de Juliano Reis foi voltada para a o que um gestor deve fazer em tempos de crise. “A Gestão de Projetos ganhou respaldo no passado porque, em momentos de crise e de escassez de recursos financeiros, era necessária a aplicação eficiente dos recursos disponibilizados para projetos em andamento. Portanto, empresas que já possuem uma metodologia de implantação de projetos certamente terão mais facilidade para enfrentar crises”, garante

“Para o gerente se sustentar, ele deve gerar valor constantemente para a estratégia da empresa, principalmente compreendendo e interpretando valores de qualidade e que agreguem maior controle de todas as atividades. Ter visão estratégica e preparação para guiar cada projeto compreendendo o que ocorre fora do escritório de projetos”. Ele ainda destaca que um gerente precisa ser um agente transformador até mesmo no pós projeto, sendo flexível nos processo que se adequem mais corretamente aos diferentes projetos. “Visão sistêmica a ações que agreguem valor fazem a diferença em um gerentebem conduzido e de sucesso”.

Não podemos esquecer que o atual cenário econômico impõe à profissionais e empresas uma necessidade de inovação constante, gradativa e firme. “O que precisamos é trabalhar com bom senso na implantação da metodologia e garantirmos processos enxutos”, afirma

No segundo dia do evento, o fundador da empresa de mentoring e gestão de projetos Shinsei Kan, Leandro da Rosa, também apresentou como as artes marciais podem contribuir para a gestão.

Antes de começar sua palestra, Leandro fez um exercício de Mindfullness, para controlar a respiração e a ansiedade. Para ele o imediatismo pode nos fazer tomar as decisões erradas nos momentos errados, então esses simples exercícios para controle da ansiedade, pode alterar a ótica que enxergamos a pilha de tarefas e desafios do dia a dia.”

Durante a palestra ele ensinou sobre a essência das artes marciais e explicou sobre o golpe único e certeiro. Ele explica que o golpe certeiro tem a ver com a tomada de decisão e para que isso possa ser trazido para a vida real é fundamental que você tenha a mente preparada para tomar a decisão certa no momento certo. “ Outro principal fator a ser levado em consideração é a confiança naquilo que você faz e nas pessoas que estão com você. Os mais variados projetos são conduzidos com pessoas e por pessoas, portanto é fundamental ter confiança na equipe que está junto com você.Todo relacionamento deve começar com confiança entre as pessoas envolvidas.”, diz.

O evento que reuniu estudantes e empresários do setor aconteceu nos dias 20 e 21 de outubro de 2016 na 902 Sul.  De acordo com o presidente do PMI-DF, José Alves, mais de 70% das empresas que utilizam técnicas de gerenciamento têm mais chance de sucesso no mercado do que outras.

No primeiro dia de palestras o destaque foi Karen Smits com a palestra O Desafio da Cultura no Gerenciamento de Projetos, que abordou os ambientes de intensas relações interculturais.

IMG 5114

 

Smits é uma especialista internacional em Antropologia Organizacional. Seu Ph.D. sobre Práticas de Colaboração no Programa de Expansão do Canal do Panamá recebeu muita atenção no mundo do gerenciamento de projetos. Esta pesquisa mostra o lado das pessoas no gerenciamento de projetos e revela como os participantes devem lidar com a complexidade cultural no trabalho. Ela enfatiza como os aspectos culturais envolvem mais do que língua, vestimenta ou hábitos, pois trata das emoções e de como elas são expressas. É mais do que nacionalidade e possui várias camadas como cultura organizacional, profissional, de um time etc. sendo que em nossas vidas usamos vários chapéus de diferentes camadas culturais.

 

IMG 5137

 

Segundo ela, existe consenso de que cultura é um conjunto de pressuposições compartilhada, adaptativa ou tem sido até então passada de geração para geração pelo aprendizado e não por herança genética. Durante o dia ainda foram entregues o prêmio Candango e no dia seguinte houve as palestras gratuitas do Universidia.

Universidia

O UniversiDia aconteceu na sexta-feira dentro do 16º Encontro de Gerenciamento de Projetos e foi criado para potencializar as oportunidades de carreira em gerenciamento de projetos com um conteúdo sobre as principais tendências e oportunidades para o estudante iniciar a sua carreira.

Para  José Alves, o UniversiDia é a oportunidade dos universitários terem contato com profissionais de alto nível e aprender sobre as práticas mais atuais relacionadas ao gerenciamento de projetos. “Durante o encontro os estudantes poderão assistir palestras de estratégia das organizações, gerenciamento ágil de projetos e participar de um workshop para aprender a desenvolver projetos com PM Canvas. É um momento de networking e aprendizado essencial”, adianta.

Galeria de Vídeos

PMI-DF


Visão Geral do PMI
Visão Geral do PMI
Liderança 360°
Liderança 360°

Galeria de Fotos

CAFÉ COM PROJETOS DE...
NOVO PALESTRANTE NO ...
CAFÉ COM PROJETOS - ...
Image 005
Image 006
Image 007
Image 008

Patrocínios



Twitter PMI-DF